Inglês - Sound learners

Rozeli Alves*

Especial para a Página 3 Pedagogia & Comunicação

Objetivo geral

Compreender textos jornalísticos em inglês e ampliar o repertório cultural.

Objetivos específicos

Identificar o tema e os assuntos do texto, reconhecer as fontes consultadas, estabelecer relações com outros textos e/ou contextos.

Conteúdo

Leitura com compreensão de texto jornalístico; destaque de palavras-chave; elaboração de síntese. Desdobramento: exposição de cartazetes.

Procedimentos

1) Peça para que os alunos observem o texto (colocado abaixo) como um todo e identifiquem sua origem.

2) A partir do título e do 1º parágrafo, solicite que formulem hipóteses sobre de que assunto trata o texto.

3) Se necessário, auxilie-os no reconhecimento de que o texto é uma nota publicada em certa revista científica eletrônica.

4) Faça uma leitura em voz alta do título e do 1º parágrafo. Ela deverá ser atentamente acompanhada pelos alunos, para que reconheçam o sentido do texto, articulando-o às primeiras hipóteses que foram levantadas.

5) A seguir, faça uma leitura em voz alta do texto completo.

6) Forme grupos com, no máximo, 4 alunos e peça para que destaquem as palavras-chave de cada parágrafo e anotem no caderno. Se necessário, incentive o uso do dicionário.

7) Socialize com a classe as palavras destacadas e o vocabulário pesquisado pelos grupos, afixando os resultados num local visível para todos.

8) Oralmente, questione os grupos sobre o conteúdo do texto, a fim de verificar se há compreensão: Is it easy to know what babies want? / Why?/ Can adults learn new languages easily?/ What can we say about the researches?/ Who is Patricia Kuhl? / What does she say?

9) A partir do entendimento do texto e com as palavras destacadas, peça aos grupos que elaborem frases que sintetizem cada um dos parágrafos.

10) Solicite que cada grupo elabore 1 cartazete com 4 ou 5 frases que sintetizem o texto, ilustrando-o com imagens que mostrem um cenário que remeta à idéia de ficção científica.

11) Organize uma exposição com os cartazetes produzidos pelos alunos.

Babies are sound learners

Emily Sohn

It can be hard to know what newborns want. They can't talk, walk, or even point at what they're thinking about.

Yet babies begin to develop language skills long before they begin speaking, according to recent research. And, compared to adults, they develop these skills quickly. People have a tough time learning new languages as they grow older, but infants have the ability to learn any language, even fake ones, easily.

For a long time, scientists have struggled to explain how such young children can learn the complicated grammatical rules and sounds required to communicate in words. Now, researchers are getting a better idea of what's happening in the brains of society's tiniest language learners.

The insights might eventually help kids with learning disabilities as well as adults who want to learn new languages. The work might even help scientists who are trying to design computers that can communicate like people do.

"The brain of the baby is a new frontier," says Patricia Kuhl, codirector of the University of Washington's Institute for Learning and Brain Sciences in Seattle. "Today, we talk about what we can discover by looking at the very youngest citizens of our culture."

(Adaptado de Science News for Kids)

*Rozeli Alves é mestra em Psicologia da Educação pela PUC-SP e professora de inglês da rede pública de São Paulo.

DEIXE SEU COMENTÁRIO SOBRE O POST!


0 comentários:

Postar um comentário

-Este espaço é exclusivamente reservado para usuários que tenham dúvidas ou aviso de link quebrado.
-O blog também aceita sugestões, elogios e críticas.
-Os comentários ofensivos que desrespeitem outros usuários ou moderadores do blog serão excluídos.
-Obrigado e volte Sempre!